Soluções Caseiras que protegem o meio ambiente

28 de março de 2016

sustentabilidade2

A Terra está poluída. O ar, a água, o solo e consequentemente, os alimentos estão contaminados pelos efeitos nefastos das ações humanas, que vêm desequilibrando o ambiente.

Precisamos reverter esse quadro, pensando com responsabilidade em nossas escolhas e em nossas ações. Vivemos em uma nave única, um planeta que já dá mostras evidentes de que, diante de tantas agressões, o equilíbrio torna-se mais difícil a cada momento. Precisamos então, repensar, refletir e reorientar nossas escolhas.

Uma fonte importante de poluição ambiental, que afeta tanto nossa saúde como a saúde do planeta, é a escolha da maneira como limpamos nossa casa. Em sua maioria, os produtos de limpeza são fabricados com substâncias derivadas da indústria petroquímica, reconhecidamente uma das maiores fontes de poluição das águas e da atmosfera. Os líquidos coloridos e perfumados escondem vários componentes nocivos.

Será que precisamos mesmo desses produtos? Por que não utilizar soluções mais naturais e econômicas? Depende de nós diminuir a quantidade de elementos tóxicos que chegam às águas, ao ar e ao solo da Terra através dos ralos de nossas cozinhas e banheiros, e também do ar da nossa própria casa. A cada dia chegam ao mercado produtos de limpeza mais fortes e teoricamente mais eficientes, mas que são fontes de desequilíbrio, e de doença, para o organismo humano e para o planeta.

A Agência de Proteção ao Meio Ambiente dos Estados Unidos afirma, em relatório, que a poluição do ar interior das casas é um dos problemas de saúde ambiental mais importantes do país. A maioria das casas possui uma concentração aérea de substâncias químicas nocivas de 2 a 70 vezes mais alta do que os ambientes externos, porque os produtos de limpeza e de higiene liberam vapores tóxicos quando são usados. Foram detectadas 150 substâncias químicas nas casas, com as quais as pessoas entram em contato sem os cuidados e a proteção dos laboratórios (luvas, máscaras, óculos, etc.), já que são as mesmas substâncias químicas manuseadas em laboratórios. E este quadro é o mesmo no Brasil.

Por isso, quando pensar em limpar a casa, pense também na saúde do seu corpo e do planeta, escolhendo produtos simples e naturais, que não aumentem ainda mais a poluição existente. Através de materiais mais simples e naturais, podemos limpar não somente nossa casa, mas também ajudar a limpar o planeta.

Soluções Alternativas:
-Limpar Tudo: Solução de 4 colheres de sopa de bicarbonato de sódio em um litro de água morna. Adicione uma colher de sopa de vinagre branco, ou suco de limão, para dissolver a gordura.

-Desentupir Pia: Jogue no ralo um punhado de bicarbonato de sódio, algumas colheres de vinagre branco e água fervente.

-Limpar Forno: Misture bicarbonato de sódio, sal, água quente e vinagre, e passe com esponja. Remova com um pano.

-Limpar Vidro: Passe uma solução com água e vinagre, e depois use jornal para dar brilho.

-Desodorizante de Ambiente: 4 colheres de sopa de vinagre num pratinho colocado sob um móvel. As plantas também funcionam como ótimos purificadores do ar.

-Para Encerar: Misturar uma parte de óleo vegetal, como a linhaça, com outra parte de suco de limão ou vinagre, e aplique com uma flanela.

-Para Limpar Carpete: Fazer uma solução de água com vinagre branco.

-Para Lustrar Móveis: Fazer uma solução de uma parte de suco de limão e duas partes de óleo vegetal. Dê brilho com uma flanela.

-Desinfetante Sanitário: Misturar bicarbonato de sódio com vinagre.

-Limpar Prata: Mergulhar o objeto num recipiente com água morna, uma colher de chá de bicarbonato de sódio e uma colher de sal. Dê brilho com um pano macio.

-Limpar Cobre: Esfregar uma mistura de limão e sal, lavar e secar com um pano bem limpo.

-Limpar Bronze: O suco de limão clareia qualquer peça de bronze, que deve ser enxaguada em seguida.

-Limpar Objetos Dourados: Utilizar, esfregando, limão ou uma mistura de água e vinagre em partes iguais.

-Limpar Objetos de Latão: Polir as peças com molho inglês e, para conservar o brilho, esfregar azeite de oliva.

-Limpar Fórmica: Para tirar mancha de tinta esferográfica, e deixar a fórmica limpa, esfregar com álcool ou com uma solução de água com vinagre.

-Espantar Moscas e Mosquitos: Folhas de louro, eucalipto e manjericão, maceradas em água ou espalhadas pelo ambiente.

-Evitar Traças: Usar cânfora, em vez de naftalina. É tão eficiente e menos tóxica.

-Afastar Pulgas: Lavar os animais de estimação com água e sabonete (de preferência, feito com óleo de nem, que possui uma ação repelente sem ser tóxica). Enxugar. Aplicar a seguinte solução para manter as pulgas à distância: 2 colheres de sopa de alecrim fervidas em um litro de água. Espalhar também pela casa folhas de erva-de-Santa-Maria e poejo.

-Afastar os Parasitas das Plantas: Colocar no liquidificador 3 cebolas, 1 cabeça de alho, 2 pimentas-malagueta e 1 colher de sabão em barra. Bater com meio litro de água e espalhar esta mistura nas plantas. Pode-se também colocar alguns dentes de alho em um pouco de água (se possível, de chuva) e deixar impregnar por cerca de dez dias. Usar, então, em um spray, para pulverizar as plantas.

-Amaciante de Roupas: Ao enxaguar a roupa, colocar meio copo de vinagre branco na última água. Além de amaciar, o vinagre realça as cores e impede que manchem.

-Pasta de Limpeza: Em vez de desperdiçar os restos de sabão (de preferência, biodegradável), reaproveite-os em uma excelente pasta de limpeza. Basta deixar os restos de sabão de molho em um pouco de água (o necessário para formar uma pasta) e, depois, misturar uma colher de vinagre e duas colheres de açúcar. Está pronta sua pasta de limpeza!

-Adubo Natural: Um verdadeiro adubo para as plantas pode ser obtido com substâncias normalmente, desprezadas e desperdiçadas. A água que cozinha as batatas (sem sal e fria), a água da lavagem do arroz, os restos de chá preto, borra do café – tudo isso funciona como um excelente adubo. Da mesma maneira, as cascas de batata e de cenoura podem ser colocadas diretamente nos vasos para ajudar o desenvolvimento das plantas.

-Passar Bem: Produtos que facilitam a passagem de roupa contêm, geralmente, muitas substâncias tóxicas e perigosas. A solução feita com uma colher de sopa de polvilho dissolvida em um litro de água cumpre o mesmo objetivo, ao ser aplicada às roupas a serem passadas, sem poluir.

-Pesticida Natural: Ferver folhas de ruibarbo, durante meia hora, em quatro litros de água. Acrescentar uma colher de chá de sabão de coco, para a mistura aderir às folhas e expulsar os pulgões.

-Tira Cheiro: Em um cômodo recém-pintado, o cheiro da tinta fresca desaparecerá mais depressa se deixar no ambiente uma bacia cheia de água com algumas rodelas de cebola ou folhas de laranjeira.

-Tira Ruído: Se a porta estiver rangendo, faça uma mistura de raspa de grafite (ponta de lápis) e algumas gotas de óleo de cozinha. Coloque aos poucos nas dobradiças, fazendo um movimento de abrir e fechar a porta, para que a mistura penetre bem nas dobradiças.

-Tira Manchas: Manchas de gordura são retiradas com uma mistura de água quente com sabão e umas gotas de detergente (de preferência, biodegradável). Lavar e, se restar algum vestígio, polvilhar talco e deixar por algumas horas; esfregar um pedaço de cebola também resolve. Manchas de frutas e doces desaparecem com álcool ou vinagre branco, e manchas de tinta de escrever devem ser lavadas com leite. Na falta do leite, também pode ser usado um punhado de sal umedecido com limão e colocado sobre a mancha, lavando-se em seguida. Mancha de café desaparece esfregando imediatamente, e com paciência, uma pedrinha de gelo até que a mancha suma.

-Tira Umidade: Coloque um recipiente com pedaços de carvão no fundo dos armários, ou então pendure pedaços de giz. Sempre com o cuidado de não sujar as roupas.

-Fórmula Mágica: A velha combinação de água quente e sabão (de preferência, biodegradável) continua sendo o melhor detergente. Ela limpa pisos de cerâmica, ladrilhos e azulejos, tira manchas de parede e a gordura das superfícies. E, melhor ainda, não ajuda a poluir a Terra.