COMO REDUZIR A INADIMPLÊNCIA.

1 de fevereiro de 2017

bigstock--134442299

Segundo pesquisa divulgada pela Revista Exame, com dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), o número de inadimplentes em nosso país atingiu o incrível número de 58,5 milhões em novembro de 2016.

É claro que dentro desse número também estão contabilizadas as faltas de pagamento de condomínio, o que acaba resultando em diversos problemas, como a necessidade de cobrir gastos dos que não podem (ou não querem) pagar em dia.

O que fazer para reduzir esse que é um dos principais causadores de dores de cabeça dos síndicos? Confira algumas dicas que vão ajudar a resolver essa situação!

Manter o cadastro dos proprietários e moradores sempre atualizado

O primeiro passo é manter os dados dos condôminos sempre atualizados, como telefones, e-mails, informações sobre a imobiliária e inquilinos, assim o contato, correspondências, boletos e documentos sempre chegarão à pessoa e hora certa, garantindo mais velocidade e eficiência nas negociações.

 

Acompanhamento e rapidez

Ter os dados de pagamentos atualizados diariamente e saber se há algum condômino em negociação com a administradora evita dissabores desnecessários e facilita a relação para evitar a falta de pagamento.
Enviar com rapidez uma carta amigável com a segunda via do boleto anexada também facilita a agilidade no acerto de contas.

 

Pagamento Facilitado

Quanto mais cedo o morador receber o boleto de pagamento, melhor. Atualmente, o envio automatizado por e-mail é uma ferramenta de grande ajuda para evitar esquecimentos. Existem serviços que, inclusive, enviam automaticamente uma segunda via do boleto quando o pagamento não é efetuado.
Outra solução é o Débito Direto Autorizado, o DDA. Após o morador se cadastrar em seu banco, a administradora de condomínios envia os dados e o débito fica automático.

 

Horários de cobrança diferenciados

Realizar uma ação junto à administradora para que esta disponibilize horários diferenciados para as cobranças amigáveis pode ser uma excelente solução quando a cultura da inadimplência está espalhada pelo condomínio.

 

Conversa com o inadimplente

Muitas vezes uma simples conversa entre o síndico e o devedor pode resolver o problema. Em alguns casos o morador pode realmente estar em uma situação financeira complicada e não se sente à vontade em pedir ajuda.
Com uma boa dose de tato e apresentando argumentos sobre a situação do caixa, pode-se chegar à melhor solução, mesmo envolvendo a administradora, cuja ajuda pode surgir em uma sugestão de acordo para o pagamento da dívida, por exemplo.

 

Comunicação

É fundamental que todos os moradores conheçam a situação do caixa do condomínio. Uma veiculação periódica para conscientização pode ser feita, informando a importância do cumprimento dos prazos para arcar com despesas de folhas de pagamento e fornecedores de serviços. Reforce que determinadas melhorias não acontecerão devido aos atrasos e que os custos continuam, sendo cobertos pelos que fazem o pagamento em dia.

Entre em Contato Conosco

São Paulo: (11) 3145-1322

Mogi: (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.