METODOLOGIA 5S: FACILITANDO A VIDA

5 de setembro de 2016

2016_graiche_semana5s

Prática dos cinco sensos, desenvolvida no Japão, proporciona ao indivíduo uma vida mais organizada e sem desperdícios, seja no trabalho, em casa ou em ambientes de convivência, como condomínios

 

Imagine um administrador de condomínios com uma pilha de papéis, de contas e de planilhas em cima de sua mesa, todos entulhados e desorganizados. Primeiro, ele deveria se questionar se tudo aquilo é utilizado com frequência, segundo, o tempo utilizado para encontrar uma anotação importante pode ser enorme, além da probabilidade de que, tal nota, não seja encontrada. Esse ato, em resumo, aparentemente despretensioso, além de tornar o ambiente esteticamente desagradável, pode gerar no indivíduo estresse físico ou mental, e, ainda, a possibilidade de negociações administrativas perdidas.

 

Com a aplicação da metodologia 5S, tudo pode ser diferente. “Ela é capaz de promover dentro das empresas, a melhoria contínua dos processos, a garantia de maior qualidade e produtividade das tarefas e a disciplina de manter os procedimentos, otimizando tempo e custo”, explica Maria Claudia Buarraj El Khouri, gerente do departamento Técnico / Suprimentos e gestora do Programa de Sustentabilidade do Grupo Graiche – Condomínios, Venda e Locação de Imóveis.

 

Idealizada no Japão após a Segunda Guerra Mundial, esta filosofia possui como base cinco palavras japonesas. No Brasil, adotou-se a palavra “senso” antecedendo as nomenclaturas. Praticá-las, significa:

Selo_5S_Final

Seiri (senso de utilização): separar as coisas necessárias das desnecessárias;

Seiton (senso de organização): ordenar e identificar as coisas, facilitando encontrá-las quando desejado;

Seiso (senso de limpeza): criar e manter um ambiente físico agradável;

Seiketsu (senso de saúde): cuidar da saúde física, mental e emocional de forma preventiva;

Shitsuke (senso de disciplina): manter os resultados obtidos através da repetição e da prática.

 

Os benefícios da metodologia 5S podem ser alcançados a partir do momento em que o indivíduo se dispõe a praticá-la. E isso, não apenas durante e no ambiente de trabalho, mas na vida pessoal. “Embora as pessoas passem a maior parte do tempo no trabalho, inserir a ideologia na rotina pessoal, dentro de casa ou nos condomínios onde vivemos, contribui efetivamente para melhorar a qualidade de vida. A pessoa aprende a ordenar, a desapegar, a limpar ou a reciclar”, afirma Maria Claudia.

 

Iniciar a prática com simples perguntas já é um bom começo. Faça uma análise de documentos, roupas, objetos ou eletrodomésticos que não utiliza mais e questione sua frequência de utilização, funcionamentos e prazos. Sinalize os objetos com etiquetas ou cores; isso facilita a busca. Mantenha também o ambiente sempre favorável à saúde e à higiene, com a limpeza em dia. Em casa, reúna a família e mostre a importância da organização e da colaboração de todos com as mudanças implementadas.

 

Com o passar do tempo, e com a prática, os processos se tornam cada vez mais sistematizados, a vida muito mais leve e simples, e ganha-se tempo livre para ser dedicado às conversas com amigos, para estar com a família, para realizar atividades físicas e para o lazer. Enfim, para ser dedicado aos prazeres da vida.

Entre em Contato Conosco

São Paulo: (11) 3145-1322

Mogi: (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opnião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.