CARROS ELÉTRICOS E HÍBRIDOS – COMO É O CARREGAMENTO NO CONDOMÍNIO?

30 de agosto de 2018

Ainda que a passos lentos no Brasil, a tecnologia para um mundo mais sustentável e a busca por alternativas limpas de abastecimento automotivo vêm ganhando espaço. A frota mundial de carros elétricos atingiu a marca de 3,2 milhões no início de 2018; um aumento de 55% em relação ao ano anterior. Em nosso país, o crescimento foi de quase 50%. Mas… O que isso tem a ver com o seu condomínio?

Tudo! Em um futuro – esperamos! – não muito distante, pode ser que uma significativa parte da frota de carros das garagens dos condomínios seja utilizada por carros elétricos ou híbridos. Uma vez que o governo zerou o imposto de importação para automóveis desse tipo e a alíquota de IPVA caiu em 50% em São Paulo, certamente você verá um carro desses entrando ou saindo por seu portão. O seu condomínio está se preparando para essa virada de paradigma?

Uma das principais dúvidas com relação recarga de baterias de carros elétricos ou híbridos em condomínios é o custo. Afinal de contas, o condômino que não possui um carro desse tipo pode se sentir prejudicado, tendo em mente a ideia de que terá que pagar pela energia utilizada pelo proprietário do veículo.

Mas não é bem assim. Os sistemas de carregamento possuem tecnologia inteligente que distribui o custo do consumo entre usuários que realmente utilizam o serviço para seus carros. Quando os carregadores são ligados na tomada geral do condomínio, o rateio é automatizado e o valor referente ao consumo real é destinado ao seu respectivo usuário. Em condomínios mais modernos já é possível ligar o carregador direto no relógio do proprietário.

Quantas tomadas meu condomínio precisa ter?

Tudo vai depender da demanda, que tende a crescer. No mercado existem carregadores de veículos elétricos para utilização individual ou compartilhada. O s equipamentos mais modernos, inclusive, têm controle de acesso e emissão de relatórios mensais de consumo que são enviados automaticamente à administradora.

O futuro sustentável

Segundo um estudo de Tony Seba, economista da Universidade de Stanford, os carros movidos a combustíveis fósseis desaparecerão até 2025. O relatório diz os veículos são mais baratos e o custo de combustível é quase inexistente.

Concretize-se ou não essa previsão, o carro elétrico ou híbrido no Brasil já é uma realidade e adaptar o condomínio para uma demanda crescente por esse tipo de energia é um assunto que precisa ser levado em consideração no seu planejamento para os próximos anos.

Compartilhe:

Entre em Contato Conosco

São Paulo: (11) 3145-1322

Mogi: (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.