COMO EVITAR INCÊNDIOS E A IMPORTÂNCIA DA VISTORIA DOS BOMBEIROS

25 de maio de 2018

O Brasil registra o maior índice global de preocupação com incêndios segundo a Pesquisa Global Zurich. Um número corroborado por uma estatística ainda mais preocupante: segundo uma análise do INPE feita em 2017, o número de incêndios aumentou 50% em relação ao mês anterior.

A vida em condomínio não pode ser baseada em preocupações. É preciso que síndicos, com o apoio de sua administradora, consigam promover um estado de bem-estar e conforto para que os condôminos tenham máxima segurança e qualidade de vida. Nesse tema, vem a importância de uma criteriosa e exigente vistoria do corpo de bombeiros.

A maioria dos incêndios no Brasil ocorrem por falhas humanas, o que pode incluir descuido com manutenção e falta de preparo para evitar os casos no mínimo indício de fogo. O seu condomínio está preparado para situações desse tipo? Veja se você cumpre a lista de ações de precaução para ficar mais tranquilo.

Extintores, hidrantes e mangueiras

Precisam de manutenção anual feita por empresa certificada pelo INMETRO. Os extintores precisam de recarga anual e teste hidrostático a cada 5 anos, mesmo se não tiverem sido utilizados. As mangueiras precisam de provas hidrostáticas, precisam estar enroladas e conter chave storz.

Portas corta-fogo

Nunca devem estar trancadas. Quando forem instaladas, verifique se a empresa é certificada pela NBR 11.742. A verificação do seu bom funcionamento deve ser feita a cada seis meses.

Escadas

Nunca devem ter passagem obstruídas e seus corrimãos precisam ser contínuos e sem pontas vivas. A altura deve ser determinada pelo corpo de bombeiros.

Sinalização

Rotas de fuga precisam ser sinalizadas com placas fotoluminescentes, pois brilham no escuro e facilitam sua identificação. A sinalização precisa indicar o andar, o sentido para a saída e indicação de equipamentos contra incêndio.

Verificação elétrica

O zelador deve fazer uma vistoria recorrente, já que muitos incêndios começam por falta de manutenção adequada nos sistemas elétricos do edifício.

Elevadores

Nunca devem ser utilizados em caso de incêndio, mesmo se for uma suspeita. Por esse motivo, placas devem sinalizar a importância disso.

Sprinklers

Não são obrigatórios em edifícios residenciais, embora sua sugestão seja uma boa ideia. Nos edifícios comerciais, além da obrigatoriedade, a manutenção deve ser feita uma vez por ano.

Brigada contra incêndio

Em edifícios residenciais, 80% da equipe de trabalho e pelo menos um condômino representante por andar devem participar do curso. Em prédios comerciais, 50% da população total do edifício deve participar. Os brigadistas precisam estar em plena saúde e com bom condicionamento físico.

Plano de emergência

É preciso fazer simulações periódicas com auxilio da equipe de brigada. O plano deve contemplar funções de cada pessoa, mapas, plantas, localização de equipamentos e vias de fuga. Todos os condôminos precisam ter o documento com o planejamento.

O AUTO DE VISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS – AVCB

O AVCB garante que o condomínio está em dia com suas obrigações de segurança. Veja seus itens:

  • Atestado de brigada de incêndio em dia;
  • ART de para-raios;
  • ART de instalação de gás;
  • Abrangência do grupo de geradores;
  • Atestado de escada pressurizada;
  • Laudo elétrico;
  • Atestado de sistemas de combate a incêndios;
  • Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento.

Utilize esse material para fazer um autoestudo sobre as condições de segurança do seu condomínio.

 

Compartilhe:

Entre em Contato Conosco

São Paulo: (11) 3145-1322

Mogi: (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.