O PLANEJAMENTO DO SEU EMPREENDIMENTO PARA A ALTA TEMPORADA DE VERÃO

27 de dezembro de 2016

4-condominio_foto

O planejamento prévio com a previsão orçamentária anual e atenção ao regimento interno são pontos fundamentais na gestão de condomínios litorâneos durante a alta temporada.

 

A estação do ano mais amada e esperada pelos brasileiros chegou. É hora de curtir as lindas praias do litoral com muito sol e aproveitar as festas de fim de ano com estilo e conforto. Por conta do intenso movimento dos veranistas, o gerenciamento de condomínios litorâneos se torna um desafio. O síndico precisa de um planejamento prévio e de flexibilidade para resolver possíveis contratempos envolvendo o uso de água e de energia elétrica, descumprimento de regras internas, agendamento das áreas de lazer e fiscalização constante da movimentação de pessoas.

 

Para a Diretora Administrativa do Grupo Graiche – Condomínios, Venda e Locação de Imóveis, Luciana Martins Graiche, espaços comuns como saunas, piscinas, churrasqueiras, brinquedoteca, quadra poliesportiva, dentre outros, são muito visitados nesta época. “Por isso, é essencial que passem, antecipadamente, por uma revisão de funcionalidade para receber os condôminos. Muitos proprietários partem de suas cidades para as férias no litoral e esperam aproveitar o máximo de conforto dessas áreas”.

 

É importante que a revisão seja executada no período de baixa temporada. Isto porque, além de garantirem o bem estar dos condôminos, geralmente, os serviços especializados e a mão de obra costumam ser mais onerosos no fim do ano. “A Graiche realiza um planejamento anual para o correto funcionamento do empreendimento, considerando o aumento do número de pessoas durante o verão e avaliando o contingente do quadro de funcionários e os serviços de férias disponíveis. Também analisamos os melhores orçamentos de manutenção e prevenção dentro do prazo e disponibilizamos todos os comunicados e avisos via e-mail ou no portal”, destaca Luciana.

 

SEGURANÇA E MOVIMENTAÇÃO

 

Geralmente, nesse período, intensifica-se a locação de unidades de temporada. Isso exige atenção redobrada quanto à movimentação e a entrada de pessoas desconhecidas. “Os proprietários devem deixar, antecipadamente, a autorização de entrada com as especificações necessárias para a identificação, como o número de pessoas, nomes dos visitantes e placas de carros. Ter um cadastro com essas informações também é importante, já que o fluxo é intenso”, afirma a Diretora. O excesso no número de locatários e comportamentos fora do padrão do condomínio também não devem passar despercebidos.

 

Para minimizar alguns contratempos, os síndicos, junto com as administradoras, podem realizar um trabalho de comunicação efetivo com os moradores, com avisos do regulamento interno do condomínio e informações sobre o agendamento das áreas mais disputadas, lei do silêncio, acondicionamento do lixo, horário de uso dos equipamentos, circulação de pessoas pelas áreas sociais, trajes de banho etc.

 

“O bem estar de todos requer a colaboração de condôminos e de inquilinos e a execução de um bom planejamento. Nessa época, os gastos com água, com energia elétrica e com a manutenção de equipamentos aumentam, portanto, uma boa dica é, ao longo do próximo ano, de preferência até o fim do primeiro semestre, deixar tudo planejado para o fim de 2017”, aconselha Luciana.

Entre em Contato Conosco

São Paulo: (11) 3145-1322

Mogi: (11) 4728-4359

Segunda a Sexta das 09:00 às 18:00 horas




A sua opinião é de grande interesse para a Graiche. Clique no botão abaixo e entre em contato por meio do nosso canal de atendimento.